Notícias

Política

08/02/2018 Voltar

COMENTÁRIO DIRETO DE BRASÍLIA

Meus caros leitores, o relator da Reforma da Previdência, Arthur Maia, jogou uma carta decisiva ontem ao apresentar o seu relatório sobre a matéria. A proposta torna mais palatável a digestão a partir do momento que decidiu não penalizar tão duramente os trabalhadores de menor renda. E de manter o compromisso de combater os privilégios. Os principais itens da proposta são: Não alterar o regime de aposentadoria do trabalhador rural; Não alterar o Benefício de Prestação Continuada (BPC); Diminuição do tempo de contribuição de 25 para 15 anos para trabalhadores da iniciativa privada terem aposentadoria parcial; Pensão integral para viúvos e viúvas de policiais mortos em combate. Arthur Maia afirmou que outros  pontos podem ser incluídos na proposta como o acúmulo de pensão e aposentadoria e regras de transição mais flexíveis para servidores públicos que entraram na carreira antes de 2003. Porém isto só deverá acontecer durante os debates em plenário. Portanto, não há qualquer garantia de que o que aí está apresentado, será o aprovado. O Presidente da Câmara, Rodrigo Maia afirmou que agora existe um texto base para o debate e que este deverá começar no dia 19 com previsão de votação no dia 28. O que está aí melhora muito a negociação e quem é contra, tem suas razões. Uma está sendo contemplada. A de que a Previdência dá prejuízo porque a verba da Seguridade Social é desviada de várias maneiras. Uma delas é através da DRU, ou seja, a Desvinculação das Receitas da União, que garfava da Previdência algo em torno de 30% de sua arrecadação. Isto também caiu. Portanto, o déficit vai diminuir. E a resistência também. O embate vai acontecer. Mas só depois do Carnaval que eles não são de ferro. Há outras questões que certamente darão motivo para muitos encherem a cara no Carnaval. Para a turma do pixuleco, principalmente. Sinais claros para que caiam na real. O STF expediu o mandato de prisão do deputado João Rodrigues. A Corte decidiu por prisão imediata. O Ministro Luiz Fux que assumiu o TSE foi categórico: “ficha suja está fora do jogo democrático, ou seja, das eleições”.  E o  Ministro Marco Aurélio Mello deixou claro que vai negar pedido para proibir a prisão após condenação em segunda instância. E Lula foi descartado de debate promovido por empresários com os presidenciáveis. Acharam que alguém que pode ir para a cadeia não pode dar opinião sobre o futuro do país. O Kisuco de Lula está fervendo, como diria o Adilson. Direto de Brasília, José Woitechumas. 

Envie sua notícia

Quero participar

Balneário Camboriú

Av. do Estado, 1555
Camboriú Work Center
Pioneiros - Balneário Camboriú/SC
CEP: 88331-900

(47) 2103.6000

Blumenau

Rua 7 de Setembro, 473
Centro - Blumenau/SC
CEP: 89010-201

(47) 2102.6500

Lages

Av. Luís de Camões, 1370
Coral - Lages/SC
CEP: 88523-000

(49) 3224.5574

TV Mocinha Balneário Camboriú

Av. do Estado, 1555
Camboriú Work Center
Pioneiros - Balneário Camboriú/SC
CEP: 88331-900

(47) 2103.6020