+ DE UM MILHÃO DE AMIGOS

 

Notícias

Cidades

15/03/2019 Voltar

GREVE EM NAVEGANTES AFETA SERVIÇOS

O Poder Executivo Municipal vem informar aos munícipes que algumas unidades escolares e de saúde estão com os atendimentos comprometidos, diante da greve dos servidores municipais.

Igualmente, informa que respeita a decisão por parte dos servidores municipais em aderirem à greve. Contudo, buscará as medidas judiciais para a retomada dos serviços, porque há flagrante ilegalidade na assembleia que deflagrou o movimento, assim como no descumprimento da manutenção de 30% dos serviços essenciais, proposta está totalmente inviável de cumprimento pelo Poder Público Municipal, comprometendo demais investimentos essenciais para o município, como saúde, educação e infraestrutura, além de comprometer o orçamento das futuras folhas de pagamento.

Segundo consta no registro de assinaturas que acompanhou a ata da assembleia, a deflagração contou com a indicação de 156 servidores, num total de 580 sindicalizados, mas o Estatuto do Sindifoz, em seu artigo 20, exige a participação da maioria dos sindicalizados, portanto, exigiria 290 assinaturas, ao menos. Desse modo, o movimento grevista mostra-se ilegal e ilegítimo.

Com relação a licença prêmio, o Decreto n. 123/2018 justifica-se porque o Município encontra-se no limite prudencial, o que implica na impossibilidade de contratações ordinárias.

A ilegalidade também se destaca quando constatado que o Sindifoz não manteve o mínimo exigido dos serviços essenciais, o que consistia no dever de manter 30% dos serviços de cada uma das unidades de educação e saúde, notadamente porque foram identificadas unidades com grave prejuízo nos atendimentos e, em outras, o total comprometimento dos serviços.

Na presente data, as unidades educacionais que estiveram sem aulas são: CMEI Prof. Marlene de Souza Couto, CMEI Prof. José dos Passos Lemos, CMEI Prof. Maria Carlota Vieira, CMEI Prof. Alcireia Conceição Couto. As demais unidades escolares estavam com prejuízo parcial nos atendimentos.

As unidades de saúde que estavam sem atendimento ao público são: Centro Especializado em Odontologia (CEO) e Posto de Saúde do bairro Pedreiras. As demais unidades de saúde apenas estavam com atendimento prejudicado, tais como a Farmácia Municipal, Posto de Saúde da Meia Praia, do Porto das Balsas, do bairro São Pedro, do bairro Gravatá, Posto de Saúde Verde mar e São Domingos II.

Por oportuno, o Poder Executivo esclarece que todos servidores efetivos e ACT’s estão recebendo suas remunerações em dia, com revisões anuais dos valores dos vencimentos pelo IPCA, enquanto os servidores do magistério recebem os vencimentos de acordo com o valor do piso nacional.

O município de Navegantes mantém a proposta apresentada ao Sindifoz, há vários meses. Essa proposta busca corrigir distorções no salário base de algumas categorias que apresentaram defasagem nos vencimentos, em comparação aos servidores dos municípios da região da AMFRI. Entretanto, mesmo tendo acompanhado e participado dos estudos e discussões que culminaram na formulação dessa proposta, o Sindifoz apresentou contraproposta no sentido de dar aumento para categorias que sequer estavam com vencimentos defasados e vem tentando impor ao poder executivo a aceitação desse aumento generalizado, mesmo ciente de que esses pedidos não fizeram parte do acordo firmado e impactariam a folha de pagamento em mais, aproximadamente, 30 milhões de reais ao ano.

O Poder Executivo lamenta os prejuízos da falta dos serviços prestados à população.

FONTE: IMPRENSA NAVEGANTES

Envie sua notícia

Quero participar

Balneário Camboriú

Av. do Estado, 1555
Camboriú Work Center
Pioneiros - Balneário Camboriú/SC
CEP: 88331-900

(47) 2103.6000

Blumenau

Rua 7 de Setembro, 473
Centro - Blumenau/SC
CEP: 89010-201

(47) 2102.6500

Lages

Av. Luís de Camões, 1370
Coral - Lages/SC
CEP: 88523-000

(49) 3224.5574

TV Mocinha Balneário Camboriú

Av. do Estado, 1555
Camboriú Work Center
Pioneiros - Balneário Camboriú/SC
CEP: 88331-900

(47) 2103.6020